Metodologias simples para determinar em solos parcialmente saturados a envoltória de resistência ao cisalhamento

Yamile Valencia Gonzalez, Jose Camapum de Carvalho, Gilson Gitirana

Resumen


O artigo propõe metodologias de laboratório simples para obter a envoltória de ruptura em solos não saturados. A primeira metodologia é baseada em ensaios de tração indireta de corpos de prova usados para a definição da curva característica do solo e o ensaio de cisalhamento direto saturado. Esta metodologia é avaliada numericamente a partir da distribuição do estado de tensões usando o modelo de elementos finitos em 3D. As outras metodologias consistem na combinação dos ensaios de cisalhamento direto em amostras saturadas e o ensaio de compressão simples, assim como da combinação do ensaio de compressão simples com o ensaio de tração indireta, junto com a curva característica. Estas metodologias têm como vantagem a simplicidade e economia, possibilitando a avaliação de parâmetros de resistência, para a condição não saturada, e que pode ser uma alternativa razoável quando os parâmetros de tensão não podem ser obtidos diretamente dos ensaios de cisalhamento com sucção controlada.


Palabras clave


Solos não saturados

Texto completo:

PDF

Referencias


Bezerra – Mota, N. M. (2003). Ensaios avançados de campo na argila porosa não saturada de Brasília, tese (Doutorado em Geotecnia), Brasil, Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, pp. 335. Disponível em www. geotecnia.unb.br, [Consultado 22 de junho de 2011].

Camapum de Carvalho, J. & Gitirana, G.Jr. Considerações sobre parâmetros de resistência de solos tropicais, II Simpósio Sobre Solos Tropicais e Processos Erosivos no Centro-Oeste, Goiânia-GO, 27-29 de outubro de 2005, pp. 183-191.

Carneiro, F. L. L. B. & Barcellos, A. (1953). Résistance à la traction dês bétons. Bulletin Rilem (1), 13, pp. 97-108.

Fredlund, D.G.; Rahardjo, H. (1993). Soil Mechanics for Unsaturated Soil, New York, USA, John Wiley & Sons, Inc., pp. 293-296.

Lima- Cruz, M. (2003). Degradação físico-química e mineralógica de maciços junto às voçorocas, tese (Doutorado em Geotecnia), Brasil, Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de engenharia civil e ambiental, 336 pp. Disponível em www. geotecnia.unb.br, [Consultado 22 de junho de 2010].

Liu, S. H. & Bai, F. Q. (2012). Measurement of the Shear Strength of an Expansive Soil by Combining a Filter Paper Method and Direct Shear Tests. Geotechnical Testing Journal, Vol. 35, No. 3, Sep, 451-459pp. [Online], www.astm.orgwww.astm.org, [Consultado 25 de novembro de 2017]

Moraes, T. R.; Nunes, A. L. L. S.; Lacerda, W. A. Resistência ao cisalhamento de dois solos coluvionares lateríticos através de ensaios de: compressão diametral e cisalhamento direto. IV Conferência Brasileira sobre Estabilidade de Encostas, Salvador Bahia, Brasil, 04-06 de setembro de 2005, pp. 193-204.

Santos-Albuquerque M.A. (2006). Influência das condições de tensão e fluxo tridimensional na estabilidade de um talude em solo não saturado, dissertação (Mestrado em Geotecnia), Brasil, Universidade de Brasília, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental. 204 pp. Disponível em www. geotecnia.unb.br, [Consultado 22 de julho de 2011].

Souza, E. R. A., Abílio de Carvalho, O. e Fontes, R. (2004). Evolução geomorfológica do Distrito Federal. Brasil. EMBRAPA, 122, 56 p. [online]. Disponível em: http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/16150/1/ARTIGO_EvolucaoGeomorfologicaDistritoFederal.pdf. [Consultado 20 de junho de 2011].

Valencia, Y.; Márquez, M.A.; Camapum, J.; Villaraga, M.R. (2005). La meteorización y los mecanismos de inestabilización de taludes naturales en suelos residuales metamórficos. IV Conferência Brasileira sobre Estabilidade de Encostas, Salvador Bahia, Brasil, 04-06 de setembro de 2005, pp. 315-328.




DOI: https://doi.org/10.24050/reia.v16i32.1218

Métricas de artículo

Vistas de resumen
11




Cargando métricas ...

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2019 Revista EIA

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-SinObraDerivada 4.0 Internacional.




 

 

 

 

 

UNIVERSIDAD EIA

Sede de Las Palmas: Km 2 + 200 Vía al Aeropuerto José María Córdova Envigado, Colombia. Código Postal: 055428
Tel: (574) 354 90 90. Fax: (574) 386 11 60

Sede de Zúñiga: Calle 25 Sur 42-73 Envigado, Colombia. Código Postal: 055420
Tel: (574) 354 90 90. Fax: (574) 331 34 78
NIT: 890.983.722-6

Sistema OJS - Metabiblioteca |